Pular para o conteúdo principal

Postagens

Libras L1 Marisa Fátima Padilha Giroletti

Introdução

Imagem introdutoria

Figura 01: Mãos elevadas em gestos

ESTAMOS iniciando uma disciplina muito importante para a base teórica da educação de surdos, em que fundamentaremos a aquisição da Língua de Sinais como L1 (Primeira Língua) e apresentaremos uma parte da historia da Educação dos surdos, assim como as principais filosofias vividas ao longo da história. Você poderá identificar os períodos e analisar todo o processo através dos estudos propostos nesta unidade.

Os Relatos da Educação dos Surdos

Predio do ines: Rio de janeiro

Figura 02: Prédio do Ines: Rio de Janeiro

Os surdos tiveram suas vidas direcionadas e decididas por ouvintes durante praticamente toda a história, deste antes de Cristo, sempre com o objetivo de fazer com que falassem e ouvissem.

Os surdos eram vistos em algumas civilizações como castigo divino, condenados a morte, e em outras como seres subnormais com poderes, eram usados como mão de obra escrava, sendo que em algumas cortes eram também companhias fazendo os cuidados pessoais de seus reis e rainhas.

Na figura 2, acima, poderá ver o O Instituto Nacional de Educação dos Surdos (INES) que dedica-se ao ensino de crianças com deficiência auditiva. Na figura 2 aparece a princesa Isabel, o Conde D’Eu e seus três filhos vivos, teria concebido também uma filha nascida natimorta.

 Família da Princesa Isabel

Figura 03:Família da Princesa Isabel

Como a história nos mostra, mesmo sendo o oralismo obrigatório, muitos registros mostram os surdos usando língua de sinais de forma escondida e entre eles, nos dormitórios e nas oficinas onde desenvolviam sua habilidades de marcenaria, escultura e outros.

Resumo de Atividades

Pessoas a conversar

Figura 04: Pessoas em diálogo

Neste tópico, você aprendeu que:

  • As pessoas surdas, durante a história, foram vitimas dos ouvintes.
  • Os surdos eram vistos como castigo, como seres indignos de viver a religião católica como as demais pessoas.
  • Houve provas que os surdos poderiam aprender, mesmo antigamente, usando a língua de sinais.
  • D. Pedro II teria um neto e um genro surdo, filho e marido da Princesa Isabel, que era filha de D. Pedro I, indicio que o levou a fundar um Instituto para atender os surdos.
  • Começa a fase do oralismo em todo o mundo, inclusive no Brasil.
  • A língua de sinais e a educação dos surdos acabaram perdendo espaço em função do oralismo, que acarretou prejuízo tem anos de tentativas na oralização dos surdos.

Auto-atividade

Maozinhas

Figura 05: Mãozinhas

A sugestão dessa atividade é que, em casa você realize um passeio virtual em vários momentos citado neste breve histórico da educação de surdos, nos sites de pesquisa indicado a seguir. Depois de viajar virtualmente, você deve fazer um relatório de 10 a 15 linhas apontando o que encontrou e o que marcou a história da educação dos surdos. Traga para o próximo encontro e discuta com seus colegas e o tutor em sala de aula

Sugestão de Navegação

1) A partir dos estudos sobre a educação de surdos no Brasil, marque F para as questões Falsas e V para as questões verdadeiras.

( ) No Brasil, no ano de 1855, chegou um professor Francês, surdo de nome Hernest Huet, que sob beneplácia do imperador D. Pedro II, conseguiu fundar a primeira escola brasileira de surdos, em 26 de setembro de 1857.

( ) A educação dos surdos no Brasil inicia-se no ano de 1955.

( ) Em 1911, no Brasil o INES seguindo a tendência mundial, estabeleceu o oralismo puro em todas as disciplinas.

( ) O interesse do imperador D. Pedro II em Educação de surdos viria do fato de ser a princesa Isabel mãe de um filho surdo e casada com o Conde D’Eu, parcialmente surdo.

( ) O INES, antigamente, oferecia estudos na forma de ciclos de estudos.

Escolha a opção CORRETA:

a) ( ) V-V-F-V-V

b) ( ) F-F-V-V-V

c) ( ) V-V-V-V-F

d) ( ) V-F-V-V-V

Referências

Mãos batendo palmas

Figura 06: Mãos batendo palmas

Questionário

Casal a conversar

Figura 7: Casal a conversar

Olá, caro estudante. Pedimos que responda ao formulário abaixo, como parte de nossa sondagem sobre sua experiência de uso com o E-book. Não será identificado e garantimos sua privacidade. Sempre! Sua contribuição é importante para o projeto de mestrado.

[Responder Questionário]